Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

minhas notas

poema

08.06.09 | minhasnotas

Haja o que houver eu estou aqui;

 haja o que houver espero por Ti.

Volta no vento, Tu que és Amor;

volta depressa, por favor.

Há quanto tempo já esqueci

porque fiquei Longe de Ti.

Cada momento é pior,

volta no vento, por favor.

Eu sei, eu sei Quem és para mim,

haja o que houver espero por Ti.

 

Pedro Ayres Magalhães (adapt.)