Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

minhas notas

Como andas com Deus?

21.05.09 | minhasnotas

Muitos cristãos no dia-a-dia vivem quase como se Deus não exista e a incidência na sua vida pessoal, familiar e social é quase nula. Deus tornou-se uma espécie de S.O.S da vida, a quem se recorre apenas nos momentos de desgraça ou infortúnio da vida ou então Alguém a quem se busca superficialmente para manter festas familiares, como baptizados, casamentos, comunhões, entre outras. Mas na grande parte do tempo da vida é esquecido, quando deveria configurar os nossos valores, a nossa forma de estar na vida, os nossos critérios, as nossas opções. Foi este o compromisso que se fez no dia do baptismo, tanto o baptizado como a família. Nos últimos anos deu-se uma rendição ao “Big Bang” económico, científico e tecnológico que se deu em algumas partes do mundo, entre elas a Europa, que fez com que o homem actual ganhasse a sensação de uma segurança exagerada de si mesmo, e pior do que isso, que se basta a si mesmo, pensando que está rodeado de todos os meios para se realizar e ser feliz e a esperar sempre mais do mesmo, considerando-se salvador de si mesmo. Mas já é notório o cansaço e o mal-estar que se construiu e não faltam exemplos de uma grande insatisfação que mora no interior das pessoas, que os criativos profissionais vão tentando calar com invenções e analgésicos de última hora. A instabilidade, a competitividade, a escravidão, a violência, e, por vezes, até, a desumanidade a que o mundo moderno sujeitou as pessoas, outra coisa não fez que lançar um grande vazio e causar uma grande falta de alegria de viver e um sem sentido da vida, por falta de transcendência. Não estará na hora de reinventarmos a vida?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.